Posted by admin on 14 de junho de 2016 in MENSAGENS DE ÂNIMO with No Comments


Filhos, a compreensão é a virtude que vos predispõe naturalmente ao perdão.

Compreendei para perdoar.

 Não conserveis ressentimentos no coração, sabendo que aquele

que vos decepciona é um companheiro vencido pelos seus próprios conflitos.

Não exijais dos outros infalibilidade.

Os amigos que seguem ao vosso lado, qual vos

acontece, são espíritos assinalados por muitas limitações, aparentando exteriormente o que

ainda não são.

Compadecei-vos das mazelas alheias, não sobrecarregando os ombros

daqueles que avançam, mal se aguentando ao peso da cruz.

Não condicioneis a vossa conduta no bem à conduta de quem quer que seja; que a vossa fé

não dependa da demonstração de fé dos que vos inspiram na jornada…

Somente em Jesus Cristo devereis vos encorajar na luta. Os irmãos de crença espírita,

principalmente os que se encontram servindo na mediunidade e os que ocupam posições de

liderança, são, afinal, espíritos comprometidos com o passado: nenhum deles se encontra imune ao assédio das trevas.

Não raro, o personalismo e a vaidade apenas ocultam nas almas uma estamenha de chagas…

Os que intentam brilhar para o mundo estão longe de possuir luz própria.

A rigor, muitos de nós outros não estamos ainda sequer preparados para uma maior proximidade com o Cristo – a possibilidade de semelhante convivência mais estreita nos levaria ao delírio.

Quem, há séculos, se habituou nas sombras, só gradativamente se acostuma à claridade.

O homem sem maior entendimento do Evangelho transfere a sua ambição concernente às coisas materiais para as coisas divinas.

Os apóstolos não chegaram a disputar entre si a primazia de estarem, no Reino Celeste, ao lado do Senhor?

Assim, tomai vós mesmos a iniciativa da exemplificação e da coragem de vivenciar, de forma irrepreensível, a crença que abraçastes.

Do Livro A Coragem da Fé- Psicografado Por Carlos A Bacelli pelo Espírito Bezerra de Menezes.

Posted by admin on 18 de janeiro de 2016 in MENSAGENS DE ÂNIMO with No Comments


É pela bênção do trabalho que podemos esquecer os pensamentos que nos perturbam, olvidar os assuntos amargos, servindo ao próximo, no enriquecimento de nós mesmos.

Com o trabalho, melhoramos nossa casa e engrandecemos o trecho de terra onde a Providência Divina nos situou.

Ocupando a mente, o coração e os braços nas tarefas do bem, exemplificamos a verdadeira fraternidade, e adquirimos o tesouro da simpatia, com o qual angariaremos o respeito e a cooperação dos outros.

Quem não sabe ser útil não corresponde à Bondade do Céu, não atende aos seus justos deveres para com a Humanidade nem retribui a dignidade da pátria amorosa que lhe serve de Mãe.

O trabalho é uma instituição de Deus.

*

“Quem move as mãos no serviço,
Foge à treva e à tentação.
Trabalho de cada dia
É senda da perfeição.”

XAVIER, Francisco Cândido. Pai Nosso. Pelo Espírito Meimei. FEB.

Posted by admin on 10 de novembro de 2015 in MENSAGENS DE ÂNIMO with No Comments


“…O menor é abençoado pelo maior.” Paulo (Hebreus. 7:7)

Em todas as atividades da vida, há quem alcance a maioridade natural entre os seus parentes, companheiros ou contemporâneos.

Há quem se faz maior na experiência física, no conhecimento, na virtude ou na competência.

De modo geral, contudo, aquele que se vê guindado a qualquer nível de superioridade costuma valer-se da situação para esquecer seu débito para com o espírito comum.

Muitas vezes quem atinge a maioridade financeira torna-se avarento, quem encontra o destaque científico faz-se vaidoso e quem se vê na galeria do poder abraça o orgulho vão.

A Lei da Vida, porém, não recomenda o exclusivismo e a separatividade.

Segundo os princípios divinos, todo progresso legítimo se converter em bênçãos para a coletividade inteira.

A própria Natureza oferece lições sublimes nesse sentido.

Cresce a árvore para a frutificação.

Cresce a fonte para benefício do solo.

Se cresceste em experiência ou em elevação de qualquer espécie, lembra-te da comunhão fraternal com todos.

O Sol, com seus raios de luz, não desampara a furna barrenta e não desdenha o verme.

Desenvolvimento é poder.

Repara como empregas as vantagens de que a tua existência foi acrescentada. O Espírito Mais Alto de quantos já se manifestaram na Terra aceitou o sacrifício supremo, a fim de auxiliar a todos, sem condições.

Não te esqueças de que, segundo o Estatuto Divino, o “menor é abençoado pelo maior”.

XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva. Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 21.

 

 

Posted by admin on 17 de julho de 2015 in MENSAGENS DE ÂNIMO with No Comments


“Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? — Então,  aproximando­se, lançaram mão de Jesus e o prenderam.” (MATEUS, 26: 50)  É significativo observar o otimismo do Mestre, prodigalizando  oportunidades ao bem, até ao fim de sua gloriosa missão de verdade e amor, junto  dos homens. Cientificara­se o Cristo, com respeito ao desvio de Judas, comentara amorosamente o assunto, na derradeira reunião mais íntima com os discípulos, não  guardava qualquer dúvida relativamente aos suplícios que o esperavam; no entanto, em se aproximando, o cooperador transviado beija­o na face, identificando­o perante os verdugos, e o Mestre, com sublime serenidade, recebe­lhe a saudação  carinhosamente e indaga: Amigo, a que vieste? Seu coração misericordioso proporcionava ao discípulo inquieto o ensejo ao  bem, até ao derradeiro instante. Embora notasse Judas em companhia dos guardas que lhe efetuariam a prisão, dá­lhe o título de amigo. Não lhe retira a confiança do minuto primeiro, não  o maldiz, não se entrega a queixas inúteis, não  o recomenda à posteridade com acusações ou conceitos menos dignos. Nesse gesto de inolvidável beleza espiritual, ensinou­nos Jesus que é preciso oferecer portas ao bem, até à última hora das experiências terrestres, ainda que, ao término da derradeira oportunidade, nada mais reste além do caminho para o  martírio ou para a cruz dos supremos testemunhos.

Livro Caminho, Verdade e Vida-lição 90

Espirito Emmanuel- Francisco Cândido Xavier.

Posted by admin on 25 de maio de 2015 in MENSAGENS DE ÂNIMO with No Comments


“Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições do Cristo.” – (I PEDRO, capítulo 4, versículo 13.)

É inegável que em vosso aprendizado terrestre atravessareis dias de inverno ríspido, em que será indispensável recorrer às provisões armazenadas no íntimo, nas colheitas dos dias de equilíbrio e abundância.
Contemplareis o mundo, na desilusão de amigos muito amados, como templo em ruínas, sob os embates de tormenta cruel.
As esperanças feneceram distantes, os sonhos permanecem pisados pelos ingratos. Os afeiçoados desapareceram, uns pela indiferença, outros porque preferiram a integração no quadro dos interesses fugitivos do plano material.
Quando surgir um dia assim em vossos horizontes, compelindo-vos à inquietação e à amargura, certo não vos será proibido chorar. Entretanto, é necessário não esquecerdes a divina companhia do Senhor Jesus.
Supondes, acaso, que o Mestre dos Mestres habita uma esfera inacessível ao pensamento dos homens? julgais, porventura, não receba o Salvador ingratidões e apodos, por parte das criaturas humanas, diariamente? Antes de conhecermos o alheio mal que nos aflige, Ele conhecia o nosso e sofria pelos nossos erros.
Não olvidemos, portanto, que, nas aflições, é imprescindível tomar-lhe a sublime companhia e prosseguir avante com a sua serenidade e seu bom ânimo.
XAVIER, Francisco Cândido. Caminho, Verdade e Vida. Pelo Espírito Emmanuel. 28.ed. Brasília: FEB, 2009. Capítulo 83.

Posted by admin on 9 de março de 2015 in APRESENTAÇÃO with No Comments


 

 

Caminharás, muitas vezes, no mundo, à maneira de barco no oceano revolto, sob a ameaça de soçobro, a cada momento; entretanto, pensa em Deus primeiro e encontrarás o equilíbrio que reina, inviolável, no seio dos elementos.

Se a natureza parece descer à desordem, prenunciando catástrofe, não permitas que a tua palavra se converta em agente da morte. Fala em Deus primeiro.


Antes das destruições que hoje atribulam a Humanidade, outras destruições ocorreram ontem, mas Deus plantou, em silêncio, novas cidades e novos campos onde a ventania da transformação instalara o deserto.


Se os profetas da calamidade e da negação anunciarem o fim do mundo, traçando quadros de aflição e terror, crê em Deus primeiro. Recordando que ainda mesmo da cova pequenina, em que a semente minúscula é sepultada, o Senhor faz nascer a graja do perfume e a beleza da cor, a abastança da seiva e a alegria do pão.

Se a dor te constringe o peito, em forma de angústia ou abandono, tristeza ou enfermidade, recorre a Deus primeiro.


Ele será teu refúgio na tempestade, companheiro na solidão, esperança nas lágrimas, remédio no sofrimento.


Diante de toda provação e à frente dos próprios erros, busca Deus primeiro.


Ele, que mantém as estrelas no Espaço e alimenta os vermes no abismo, ser-nos-á sustento e consolo.


Nesse ou naquele problema, quanto nessa ou naquela dificuldade, confia em Deus primeiro e sentirás que a nossa própria vida é uma bênção de luz, para sempre guardada nos braços do Amor Eterno.
 
 

pelo Espírito Emmanuel – Do livro: Caminho Espírita, Médium: Francisco Cândido Xavier.

Posted by admin on 16 de janeiro de 2015 in MENSAGENS DE ÂNIMO with No Comments


 

Auxilia aos outros, sem a preocupação de receber o amparo alheio.

Tudo aquilo que fizermos agora, será aquilo que colheremos depois.

…Consideremos, porém, que a fim de sanar os desajustes na engrenagem de nosso relacionamento recíproco, o Senhor nos concede a bênção da compaixão.

Se anotas a presença de amigos candidatos ao discernimento maior com as falhas naturais pelas quais se identificam, compadece-te deles e ampara-os com as forças ao teu alcance.

Abraça o trabalho do bem aos outros com alegria.

Aprende a colocar com o bem do próximo, na convicção de que ninguém progride a sós.

Trabalha e serve constantemente.

E certifica-te de que, onde o pensamento positivo do bem prevaleça, aí brilha o caminho do aperfeiçoamento de nossas alma para Deus, fortalecendo-nos para que estejamos na realização do melhor.

Em qualquer situação difícil, aparentemente insolúvel, usa mais paciência, porque a paciência é construção da alma sobre os alicerces da fé em Deus e, aplicando mais paciência onde estiveres, em quaisquer tribulações que, porventura, te apareçam, claramente vencerás.

XAVIER, Francisco Cândido. Caminho Iluminado. Pelo Espírito Emmanuel.

Posted by admin on 11 de dezembro de 2014 in APRESENTAÇÃO with No Comments


 

Compadece-te de todos aqueles que não podem ou não sabem esperar. Estão eles em toda parte…

Quase sempre são vítimas da inquietação e do medo. Observa quantos já transpuseram as linhas da própria segurança.

São casais que não se toleram nas primeiras rusgas do matrimônio e desfazem a união em que se compromissaram, abraçando riscos pelos quais, em muitas circunstâncias, cedo se encaminham para sofrimento maior;

são mães que rejeitam os filhos que carregam no seio, entregando-se à prática do aborto, recusando a presença de criaturas que se lhes fariam instrumentos de redenção e reconforto no futuro, caindo, às vezes, em largas faixas de doença ou desequilíbrio;

são homens que repelem os problemas inerentes às tarefas que lhes dizem respeito, escapando para situações duvidosas, sob a alegação de que procuram distração e repouso, quando apenas estão dilapidando a estabilidade das obras que, mais tarde, lhes propiciariam refazimento e descanso;

são amigos doentes ou desesperados que se rebelam contra os supostos desgostos da vida e se inclinam para o suicídio, destruindo os recursos e oportunidades que transportariam para a conquista da vitória e da paz em si mesmos;

são jovens, famintos de liberdade e prazer que, impedidos naturalmente do acesso a satisfações imediatas, se engolfam no abuso dos alucinógenos, estragando as faculdades com que o tempo os auxiliaria na construção da felicidade porvindoura.

Neste NATAL, façamos algo por eles, os nossos irmãos que ignoram ou que não querem aceitar os benefícios da serenidade e da esperança.

Pronuncia algumas frases de otimismo e encorajamento; escreve algum bilhete que os reanime para a bênção de viver e servir; estende simpatia em algum gesto espontâneo de gentileza; repete consideração e concurso amigo nos diálogos que colaborem na sustentação da paz e da solidariedade.

Não te declares sem possibilidade de contribuir, nem digas que tens todas as tuas horas repletas de encargos e serviços dos quais não te podes distanciar.

Faze algo, no soerguimento do bem.

Nas realizações da fraternidade, quem ama faz o tempo.

  XAVIER, Francisco Cândido. Deus Aguarda. Pelo Espírito Meimei. GEEM.  

Posted by admin on 5 de novembro de 2014 in PROGRAMAÇÃO DE CÉLIA TOMBOLY E MAGALI FREITAS with No Comments


Programação de Novembro e Dezembro

Posted by admin on 15 de setembro de 2014 in APRESENTAÇÃO with No Comments


 

As grandes conquistas da Humanidade têm começo no  esforço pessoal de cada um.Disciplinando-se e vencendo-se a si mesmo, o homem consegue agigantar-se,  logrando resultados expressivos e valiosos.Estas realizações, no entanto, têm início nele próprio.

E possível que não consigas descobrir novas terras, a fim de te tornares  célebre. Todavia, poderás desvelar-te interiormente para o bem, fazendo-te  elemento precioso no contexto social onde vives.

Certamente, não lograrás solucionar o problema da fome na Terra. Não  obstante, poderás atender a algum esfaimado que defrontes, auxiliando a  diminuir o problema geral.

Não terás como evitar os fenômenos sísmicos desastrosos que,  periodicamente, abalam o planeta. Assim mesmo, dispões de recursos para que  a onda de acidentes morais não dizime vidas preciosas ao teu lado.

De fato, não terás como impedir as enfermidades que ceifam as multidões  que lhes tombam, inermes, ao contágio avassalador. Apesar disso, tens  condições de oferecer as terapias preventivas do otimismo, da coragem e da  esperança.

Diante das ameaças de guerra, das lutas e do terrorismo existentes que  matam e mutilam milhões de homens, te sentes sem recursos para fazê-los  cessar, mudando-lhes o rumo para a paz. Entretanto, a tua conduta pacífica e  os teus esforços de amor serão instrumentos para gerar alegria e  tranqüilidade onde estejas e entre aqueles com os quais compartes as tuas  horas.

A violência urbana e a criminalidade reinantes não serão detidas ao preço  dos teus mais sinceros desejos e tentativas honestas. Sem embargo, a tarefa  de educação que desempenhes, modesta que seja, influenciará alguém em  desalinho, evitando-lhe a queda no abismo da agressividade.

As sucessivas ondas de alienação mental e suicídios, que aparvalham a  sociedade, não cessarão de imediato sob a ação da tua vontade. Muito embora,  a tua paciência e bondade, a tua palavra de fé e de luz, conseguirão  apaziguar aquele que as receba. oferecendo-lhe reajuste e renovação.

Naturalmente, o teu empenho máximo não alterará o rumo das Leis de  gravitação universal. Mas, se o desejares, contribuirás para o teu e o  equilíbrio do teu próximo, em torno do Sol de Primeira Grandeza que é Jesus.

Os problemas globais merecem respeito. Mas, os individuais, que se somam,  produzindo volume, são factíveis de solução.

A inundação resulta da gota de água.

A avalanche se dá ante o deslocamento de pequenas partículas que se  desarticulam.

A epidemia surge num vírus que venceu a imunização orgânica.

Desta forma, faze a tua parte, mínima que seja, e o mundo melhorar-se-á.

A sociedade, qual ocorre com o indivíduo. é o resultado de si mesma.

Reajustando-se o homem, melhora-se a comunidade.

E, partindo do teu empenho pessoal, para ser mais feliz, ampliando a área  de bem-estar para outros, o mundo se fará mais ditoso e o mal baterá em  retirada.

* * *

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Momentos de Coragem. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. Salvador, BA: LEAL, 1988.

Bem Vindo Ao nosso Site

Esperamos que você consiga encontrar respostas para suas perguntas!